Videos do Palavras Impossíveis

Loading...

Pesquisar este blog

sábado, 8 de agosto de 2009

Agiste certo sem querer... Foi só o tempo que errou!!!

Um dia desses eu era uma criança.


Ainda guardo as recordações da vida infantil como se fossem as jóias mais raras deste mundo. E decerto,pra mim são!


Das coisas infantis lembro-me com muita alegria dos preparativos da escola para o dia dos pais; faziamos sempre gravatinha com o nome do papai, desenhos que revelavam o que o nosso pai era pra nós naquele momento e pra mim, em especial e o que eu mais gostava, eram as cartinhas que produzíamos com dizeres simples mas puros, encharcados de inocência e amor inerente à relação traçada entre pais e filhos da minha geração. Pelo menos era assim na minha escola.




Ah!


E quando chegava o dia dos pais?


Quando chegava o dia dos pais era o melhor dia!


Meu pai pegava no presente com gosto, como se fosse a coisa mais preciosa que já tinha tido a oportunidade de tocar... E o que era o presente? As gravatinhas com o nome dele e com a frase universal "EU TE AMO!!!"...


Uma coisa de que nunca esquecerei é que, como era muito criança e minha mãe nunca comprava presentes mesmo pra ele, a cartinha que ele abria e lia com tanto carinho continha uma justificativa muito plausível e irrefutável. Era mais ou menos assim:


"...Painho, como não tive dinheiro pra comprar seu presente fiz esta cartinha... Espero que o sr. goste!"


E no ano seguinte:


"... Painho, mais uma vez não tive como comprar seu presente, mas fiz esta cartinha com muito AMOR. Espero que o sr. goste e entenda!"


ELE SEMPRE ENTENDIA!


E assim, os anos foram passando...


Meu pai se mostrava herói, forte, sempre honesto, alguém que me amava mais do que tudo e que estava sempre disposto a cuidar de mim e das minhas irmãs. Ele erguia com orgulho o troféu de "SER SEMPRE UM PAI PRESENTE!" e cada vez mais eu me sentia honrada por ter nascido filha de um homem tão importante e tão presente. E olhe que o mundo é muito grande!


Com ele aprendi a falar aos 8 anos de idade "What's your name?", "My name's Natali". Aprendi a gostar de Legião Urbana, de refletir sobre a vida e seus mistérios, aprendi a gostar das letras... Aprendi a ser organizada, a torcer pelo melhor time de Pernambuco (O NÁUTICO!!!), a ter ambição e vontade de crescer na vida. Aprendi a contar piadas, pelo menos as dele eu sabia de cor. Por ele conheci "Pão de Bico" e as histórias da gente sofrida que como ele queria traçar um rumo melhor para o futuro.


Meu pai deu-me tudo o que não teve!


E ele, por todo este tempo, garantiu a vaga de TITULAR na minha vida...


Mas, como eu havia falado...


O tempo foi passando...


Tornei-me adulta.


E mesmo vivendo face ao terror que nos rodeia diariamente sabia que se eu precisasse de alguma coisa, de alguém, ali estava o meu PAI pronto a meu ajudar.


Só que eu comecei a ver que ele não era tão perfeito e isso já contava algum tempo...


Mesmo assim, quando algo me deixava triste eu superava porque sabia que sua intenção era sempre a melhor e ele só queria me fazer bem.


"Eu só quero te proteger!!!". Era o que ele sempre me dizia quando me proibia de alguma coisa ou reclamava quando achava que eu fazia algo errado...






Ontem ele foi embora e só um pensamento não me saia da cabeça:


ELE SÓ QUERIA ME PROTEGER!




Ainda passo noites pensando no que esta assertiva tem de verdadeira e de suas consequências...


Na verdade, eu sinto a falta dele!


Só queria que ele partilhasse mais da minha vida... Fizesse jus ao SER PRESENTE de fato e de direito.


Sinto falta das noites de gargalhadas onde eu tinha orgulho de esbanjar o pai legal e lindo que ele era...


Dos filmes que assistíamos, dos conselhos ao pé da porta da casa da minha avó, das manhãs no Sesc e no almoço dividido...


Das conversas da madrugada, da sua barriga que descobri ser o melhor travesseiro deste mundo e até dos carinhos que deixavam minha pele irritada no outro dia...


Eu só queria meu PAI de volta!


Só isso!




***




Painho:




Só tentei este tempo todo ser uma boa filha. Alguém em que você pudesse confiar e ter orgulho.


Alguém que merecesse o seu respeito e fé de que o mundo poderia ser melhor.


Te poupei de sofrimentos, mesmo mentindo!


Nunca tive má intenção.


Estive com o sr. nos piores momentos da sua vida e vi o sr. chorar e a única coisa que eu pensava é que um dia queria te dar mais alegrias do que a tristeza daquele momento.


Uma vez eu fui na loja que o sr. trabalha...


O sr. sempre atento e correndo para garantir o pão de cada dia. A gente se falou e eu fui embora pra faculdade; enquanto eu ia pela rua pensava que um dia ia te levar pra Disney e te proporcionar todo o conforto que eu pudesse dar... "Mas, pra isso eu tenho que estudar muito..." Era o que eu pensava enquanto andava e lágrimas corriam pelos meus olhos, como agora.


Desculpe se não sou uma boa filha, se tenho te decepcionado.


Desculpe por ter CRESCIDO!


Não queria causar tanto sofrimento...




Só queria dizer que o sr. tem me ensinado a ser alguém mais forte, capaz de superar todas as adversidades desta vida; que me esforço pra ser uma boa aluna só pra ouvir o sr. dizer "Essa é Natali de Paula" e que, apesar de eu não concordar com muitas de suas posturas, te respeito e zelei todo este tempo por nossa relação conseguir perdurar um EU TE AMO e um beijo no rosto, o melhor de todos os beijos...




Tanta coisa eu queria dizer...


Mas,


acho que esta frase pode resumir:




EU TE AMO É POUCO PRA QUEM ME INSPIRA A VIDA!!!!




Entre nós não houve culpados.




O sr. agiu certo sem querer...


Foi só o tempo que errou!!!




FELIZ DIA DOS PAIS!!!



FELIZ DIA DOS PAIS!!!



FELIZ DIA DOS PAIS!!!






O sr. é ainda o meu HERÓI!!!





Será pra sempre...

Natali de Paula.

2 comentários:

  1. Sem comentarios
    Meu Pai é o Melhor pai do Mundo mesmo..
    CHORANDOLITROSATEAGORA


    te amo painho ♥

    Laís

    ResponderExcluir
  2. realmente o texto ficou bastante FORTE.
    passando tudo que voce sente sobre o seu pai.
    e tenho a certeza depois de ler, que ele foi sim um cara que proporcionou um bem estar para voce.
    parabens por ter um pai assim.

    muito bom o texto.

    ResponderExcluir