Videos do Palavras Impossíveis

Loading...

Pesquisar este blog

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Encontro com quem só me quer bem... (Parte II)


Helpless when she smiles


She keeps the secrets in her eyes

She wraps the truth inside her lies

Just when I can't take what she's done to me

She comes to me

And leads me back to paradise

She's so hard to hold

But I can't let go


**********


I'm a house of cards in a hurricane

A reckless ride in the pouring rain

She cuts me and the pain is all

I wanna feel

She danced away just like a child

She drives me crazy, drives me wild

But I'm helpless when she smiles


**********


Maybe I'd fight it if I could

It hurts so bad, but feels so good

She opens up just like a rose to me

When she's close to me

Anything she asked me to, I would

It's out of control

But I can't let it go


***********


I'm a house of cards in a hurricane

A reckless ride in the pouring rain

She cuts me and the pain is all

I wanna feel

She danced away just like a child

She drives me crazy, drives me wild

But I'm helpless when she smiles....


When she looks at meI get so weak

I'm a house of cards in a hurricane

A reckless ride in the pouring rain

She cuts me and the pain is all

I wanna feel

She danced away just like a child

She drives me crazy, drives me wild

But I'm helpless when she smiles...




Fiquei esbaforido. A carga emocional naquela noite já me era bastante pesada e eu fiquei sem palavras. E então, ela, de um jeito meigo, me olhou por alguns segundos e envolveu-me nos seus quentes braços, beijando-me.
Confesso que até agora não compreendo direito como que foi aquilo, mas aconteceu!
De repente me via debruçado sobre ela, que com o corpo tão receptivo não me deixou outra alternativa senão "entregar-me".
[Vamos ao uso das aspas("): sabemos que nenhum homem se entrega assim pra uma mulher, por mais linda, inteligente e gostosa que for; o que rola é uma entrega parcial, momentânea e ai, a desculpa que damos depois do depois é sempre a mesma "Vamos deixar que o tempo diga!!!". Homem é safado! Não se iluda!!!]
Não cheguei nem perto da "entrada na área" e ela se esquivou.
- Acho melhor não!
- Não?
- E se eu disser que não?
- Vou entender. Sou paciente!
Paciente uma porra!
Mas, de repente, ela, do nada, abriu um sorriso que me fez parecer um diazepanense; incrivel a forma como me desvinculei de todos os sentimentos mais podres que passam nessas horas na cabeça de um homem. Esperava por esse momento a dias!!!
Ela tentou explicar:
- Fazia mó tempão que eu esperava por isso!
- Mesmo?
- É. Mas, sei lá! Achava que não era o momento...
-Também você tinha namorado e eu tava pra sair do país pra fazer aquele intercâmbio... Também não tinha ideia de que você já se sentia atraida por mim!
- Você lembra daquele dia em que você me encontrou na chuva, toda molhada á beira de um colapso de nervos?
- Sim. Claro! Sua escova caiu todinha se não me engano... kkkkkk Você ia pra alguma festa não era???
- Não. Eu tava voltando da casa de "fulano". Tinhamos acabado naquele dia e eu tentava criar coragem para ir na sua casa e dizer que você não viajasse porque eu sabia que não ia dar conta de estar aqui sem você...
E começou a chorar.
-Desde aquele momento, então, constatei que era você! E ai, você apareceu na minha frente justo naquele momento... Entendi como uma resposta!
- Caramba!!! Era tudo o que conseguia pensar.
- Mas, por que você não me falou isso enquanto eu te tirava da chuva? Você nem me deixou levá-la em casa... Me disse que ia numa festa. Eu nem podia imaginar que era isso! Você não me disse nada.
- Não disse porque não era a hora. Claro que percebi isso só depois, porque na hora mesmo, a verdade é que não tive coragem!!! Mas, veja agora: onde estamos??? O tempo é agora!
A noite, depois destes fatos apresentados, seguiu seu curso normal. Ela estava muito emocionada. Acho que na cabeça dela aquilo tudo era uma realização de um desejo muito antigo e isso, claro, devia estar mexendo demais com os seus sentimentos, hormônios e afins.
Me abraçou e ficamos o resto da noite "casados"...
Nunca me senti tão confortável nos braços de alguém. Representava uma idealização real, uma amiga, um consolo nas horas dificies, uma conversa enriquecedora, um amor de mãe daqueles incondiconal... Porém, mais do que isto: representava uma história que começou sem eu nem saber e que ia terminar pelo mesmo motivo.
Não consegui, naquele momento, raciocinar ou imaginar algo diferente de não estar com ela, tudo bem! Mas, ela era demais pra mim! Além disso, eu a tinha como alguém de uma grandiosidade inquestionável. Sabendo como sou, apesar da confusão das ideias, pude, ao menos, concluir que se naquele dia da chuva não era o "momento", aquele também não o seria. Por mais desejável, admirável e todos os "ável" que se comportassem à ela, a verdade é que não podia ficar com ela... Não sei! Eu era mais novo e tinha tantas coisas...
Uma coisa era certa pra mim naquele momento: não podia alimentar esse sentimento nela. Não era justo! Ela merecia encontrar o caminho dela e este definitivamente não era o mesmo que o meu.
Levei-a em casa.
Despedi-me carinhosamente.
Ela nunca entendeu porque eu passei três semanas sem entrar no msn e com o telefone "fora de área".
Preferi assim.
Até que (e tem que ter esse "até que"... Incrível!), num show encontrei uns amigos e através de um comentário aparentemente banal, soube que ela passou numa seleção pra estudar fora do país e lá iria fixar residência.
- Isso é sério? Perguntei numa curiosidade comovente.
- É pow! Vai viajar no fim do mês. Já é pra agora!
Engoli a seco a sensação "Estou perdendo a mulher da minha vida", mas em seguida entendi:
- É. Ela tá certa! Tem que fazer a vida dela mesmo...
- Meu irmão... Sabe quem disse que vai com ela? Aquele ex-namorado dela. O cara disse que ela acabou com ele porque tava gostando de outro cara, só que o outro cara não quis nada com ela, véi! Tu acredita nisso? Deve ser um otário porque ali é considerada mesmo! O cara disse que vai insistir. Disse o que contou a notícia.
Outro ratificou:
- Se é! Queria eu ter a oportunidade...
Argumentou, entretanto, outro que tava na roda:
- Mas, vai ver o outro cara não gostava dela mesmo. Oush! E vai ficar com uma "boyzinha" só porque ela é linda? Assim, ele pega qualquer uma... Mulher é o que não falta! Vai ver ele realmente não queria compromisso, já que ela é uma menina de namorar e talz... Melhor ela ficar mesmo com esse que gosta dela.

- Puta merda!!! Eu devia ter conversado com ela! Era o que eu tentava contra-argumentar com o meu cérebro.

E sai disposto a uma conversa franca. Não sei o que me deu. Talvez uma ponta de arrependimento por não ter sido honeto e corajoso com ela diante de tantos fatos...

- Amanhã resolvo isso!!!

(Continua)

Heitor Helles

















Pensamentos (Parte I)

"Nas águas do rio da vida chega primeiro quem nada como pode, como deve e até onde deve".

(Gigorô Kano)


"Muitas pessoas vivem procurando por ai amizades verdadeiras, mas não pensam que antes de quererem um amigo devem ser primeiro um amigo".


(Paloma Alves)


"Na porta de casa de malandro, vagabundo não pede emprego".


(
Autor desconhecido. Filosofia de Boteco)

"Casar com homem pobre é pedir esmola pra dois porque geralmente ele só chega com o título de eleitor".

(Zé Lezin da Paraíba)


Observância do crescimento

Você sabia que quando somos crianças queremos ser sempre parecidos uns com os outros: quando compramos uma sandália da Xuxa, uma bolsa do Ben 10, etc. Queremos ser sempre parecidos...
Quando nos tornamos adolescentes queremos ser diferentes,
fashions... Queremos ser originais!
Entretanto, quando nos tornamos adultos, esquecemos a felicidade da infância e a ingenuidade de sermos crianças e ai a fase da adolescência com as descobertas, sonhos vão se esvaindo...
Então, a fase adulta chega e nela o lugar onde nos tornamos e queremos ser superiores, individualistas e indepentes.
Não dormi bem e tive este
insight. Passei a pensar, a partir de minhas observações, a vida infantil, adolescente e a vida adulta como pilares que sustentam uma vida e culminam como no Triste fim de Policarpo, com a ilusão e o "prostamento" diante de situações corruptas, egocêntricas e infelizes...
Felizes tempos os da infância!!!


Marcus Silvano
(com adaptações)

Histórias de ônibus

Algumas histórias que acontecem nos nossos tão queridos "ônibus"...
E é tanta história!!!
kkkkkkkkkkkkkkkk
Este é o espaço reservado para as histórias mais loucas e inusitadas que acontecem nos "buses" ou pra ser mais chique nos "aviões terrestres"...
Espero que gostem!!!
**************************************************************
"Uma senhora de uns 60 anos entra no ônibus com o seu VEM e vai passar pela comprovação magnética, quando o cobrador levanta a voz em alarme:
- A carteira.
Olhou, olhou... Procurou nos bolsos da calça, da bolsa e nada!
- Acho que esqueci, cobrador. Poxa, me desculpe! Nem pensei em trazer...
- Claro! Uma estudante como a senhora deve ter muitas ocupação na cabeça... Estudo, trabalho, né? Não deve ter lembrado de trazer a carteira mesmo...
A senhorinha entendeu a situação e com doces palavras respondeu ao cobrador:
- Olhe, lá em casa todo mundo estuda. Eu estudo, meu marido estuda, os meus três filhos estudam e até a minha gatinha Filomena estuda pra não ter que se tornar, um dia, um cobrador, como você!
E ai?
Te saísse dessa?
[Histórias de avião terrestre. By Tali Mota]

.*.NATI PINK'S PARTY.*. (Agradecimentos)

Um sonho que se realizou!!!
Essa festa foi PERFECT!!!
Como diz acima "Pra quem foi, Valeu! E pra quem não foi...PERDEU!!!
Esse foi a nossa festa! Um lugar e um momento onde as pessoas podiam dizer a todo o momento: VALEU A PENA!!!
Agradeço a todos que foram...
Aos meus pais e familiares... (razão da minha vida!!!)
A todos os meus amigos...(amo todos vcs! Vcs fazem parte da minha história e do que eu sou!!!)
A todos os chegados...(Sem comentários!!!)
Ao Dj Léo...(Que agitou a festa!!! O cara é bom demais...)
A todos os meus alunos...(Que foram na verdade os donos da festa e sem eles, certamente, nada haveria acontecido!!!)
À minha comissão de festa...(AMO VCS!!! VCS FORAM TUDO NESSA FESTA!!! OBRIGADA PELA DEDICAÇÃO E PELAS NOITES PERDIDAS DE SONO OU PELAS ANDANÇAS POR CASA AMARELA!!! O QUE SERIA DA MINHA VIDA SEM VCS???)
Enfim...21 anos e um mais um sonho realizado!
Meu presente maior é o AMOR que vcs me oferecem todos os dias...
Valeu msm!Nada foi em vão, sabemos disso!
Os bregas, os babados (neh, Merinho e Priscila???), a agitação, os preparativos, os stress, as comidas, os presentes (eu que o diga!!! kkkk)... Tudo culminou na alegria contagiante e no sucesso, que sem dúvida, se eternizará em nossas mentes e em nossos corações!!!
QUE DEUS ABENÇOE CADA UM DE VCS!!!OBRIGADA POR PARTICIPAREM DE UM SONHO QUE SE REALIZOU!!!
No fim do ano, vamos fazer outra festa?Que tal?
asuhasuahsuahsuahsuahsua
Beijos!
AMO VCS!!!
Valeu...
Nati Pink:*
E PARA ACOMPANHAR TODOS OS DETALHES DA FESTA, ADICIONE, ENTRE E COMENTE:http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=88312873
E OS VIDEOS DA FESTA, VOCÊ PODE ENCONTRAR NOS MEUS VÍDEOS, OU SE PREFERIR NO YOUTUBE:
*Nati Pink's Party (Bastidores Parte I):http://www.youtube.com/watch?v=E2Xd3YTik14
*Nati Pink's Party (Bastidores Parte II):http://www.youtube.com/watch?v=mm5rjnzYJL0
*Nati Pink's Party (Bastidores Parte III):http://www.youtube.com/watch?v=UXpWnDuXLNE
*Nati Pink's Party (Bastidores Parte IV):http://www.youtube.com/watch?v=7ppfHYNQ5-s
E depois, postarei mais...FIQUEM LIGADOS!!!

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Encontro com quem só me quer bem...

Marcada a hora e eu só pensava em como ia ser meu desempenho, afinal não é qualquer dia que uma mulher linda pode deitar na sua cama.
Ela deu um toque e eu fui buscá-la.
Apressei os passos e quando dei por mim, presenciava uma das coisas mais lindas da minha vida: uma mulher de vestido preto, apertadinho, não ousada, com os cabelos levemente soltos, com olhos de jabuticaba e com feições que me lembraram a Monalisa... misteriosa.
Era linda.
Definitivamente era linda!
Deu um sorriso e tive de me segurar diante de tanta beleza.
Cumprimentos e levei-a na minha casa.
Claro!
Estava tudo muito organizado, principalmente a cama. Quer dizer, só a cama.
Ela entrou e tome a conversar...
Mostrei a ela a minha educação 5 estrelas.
- Quer alguma coisa?
- Não. Obrigada.
-Olha, não repara a bagunça aew... e fique à vontade! A casa é sua!
Literalmente era dela. Ôh!!!
Falamos sobre livros, viagens, filmes, jogos, esportes, política e tudo o mais que um jornal possui. Era incrivelmente inteligente e isso me despertava outras coisas...
-Inteligência é um Afrodisíaco! Esse sempre foi meu lema.
E é mesmo!
Nunca conheci uma mulher tão interessante como ela e em todos os aspectos.
Era loirinha, tava começando seu curso de psicologia e sabia de mais coisas que Einstein, um dos poucos que usou o máximo de cérebro que pôde: 10%.
Ela devia usar bem uns 25% ou mais.
Fiquei muito impressionado como uma mulher de apenas 23 anos sabia tanta coisa e argumentava tão bem a ponto de convencer o papa de que Buda era Deus.
Tentei ,então, dissertar todos os pormenores que a mim restaram e ela se revelou interessada e divertida.
Passados incontáveis minutos, convidei-a ao meu quarto. Disse que tinha algo lá que ela ia gostar... Ela nem piscou e foi comigo. Enquanto isso eu pensava no tal "algo", que nada mais era do que uma desculpa para fazê-la estar mais perto de mim...
Improvisei alguma coisa, tipo: um livro de Dostoievski...
- Você já leu?
- Claro! Fala sobre um estudante que se envolve em um crime por uma recompensa ridícula e acaba no universo psicológico do submundo russo. Vivendo em um quarto alugado e cercado por pessoas desprezíveis... Quem mais o incomoda é a sua própria consciência. Crime e castigo. Adorei!
PACARALHU!
Ela sabia de tudo!!!
Eu nem imaginava que era isso tudo. Tava jogado lá em casa a anos...
Fiz um esforço sobrenatural e voltei-me ao meu estado de concentração e de que tudo aquilo me era muito natural e sabido. Em seguida, fiz valer meus preciosos dons de músico e toquei pra ela músicas românticas, próprias para um momento tão singular, como era aquele.
Músicas e mais músicas...
Cheguei, então em uma que nem gostava muito, mas de tanto minha irmã escutar, pensei que talvez fosse uma boa para aquela ocasião. A música era "TA FALTANDO BEIJO" de Banda Eva.
Num movimento contínuo, eis que ela foi se aproximando como que algo importante fosse dizer.
Esperei e ela falou:
- Linda música! Me lembra você...
(Continua)
Heitor Heller

Nota explicativa (Novo colaborador)

Olá, pessoal!!!
Gostaria, primeiramente, de agradecer a todos aqueles que entram no meu blog, comentam nele, mandam recados e até indicam para outras pessoas...
Saibam que é com amor que pratico o exercício da escrita!
E esta NOTA refere-se ao mais novo colaborador (na verdade, o 1º) deste blog...
O nome dele?
Heitor Helles.
Grande escritor e dotado de uma competência fora do domínio real.
Estou muito feliz por ceder este humilde espaço para alguém de tamanha grandiosidade poética, narrativa e afins.
Seja muito bem-vindo ao aconchego das letras e das experiências provenientes dela...

Obrigada,
Tali Mota :*

quinta-feira, 21 de maio de 2009

"De repente não mais que de repente" (Parte I)

Certas coisas acontecem de repente...
**********************************************
Beijos são roubados e muros riscados
A vizinhança adormece e os pensamentos te enriquecem
O telefone está tocando e os papéis continuam amassados
A música desfalece e tu te esqueces
****
Perdestes o ônibus e com ele os bônus
A lama te molha e tu ficas sebosa
Ele passa e tu ficas sem graça
Voltas pra casa com cara de muitas ressacas
****
O mundo gira, o mundo é uma bola
Outro dia, quem sabe, ele volta
Ficas em paz e com isso te satisfaz!
***
Não te iludas com a doce madrugada
Saibas que isso não dá em nada
Repara e ficas calada...
[Poesias Líricas. By Tali Mota]

Os jovens que entendem o presente

Quem lê este blog sabe que abro espaço para que outras pessoas possam escrever aqui o que sentem, o que acham do futuro e das coisas. Pois é! Mais uma vez, então, estou aqui para dar voz a um conhecido deste blog: meu aluno e amigo Derick, que para a aula de Geografia escreveu uma redação sobre o tema "Globalização".
Qual terá sido a nota dada pelo professor??? Leia e avalie você mesmo.


GLOBALIZAÇÃO

A globalização está marcando o século XXI com vários avanços tecnológicos, econômicos, etc. O mundo está totalmente globalizado; o dinheiro cobre o planeta, os países considerados subdesenvolvidos hoje estão se transformando em grandes potências mundiais. Quem diria que a Índia (hoje tão em evidência) iria ser um país emergente? Logo um país com tanta diferença social!
Empresas estão competindo no mundo inteiro e multinacionais se espalhando cada dia mais e mais. Os bancos estão com o programa de crédito mais alto de todos os tempos e assim, no mundo todo, os bancos cedem cada vez mais créditos para o povo. Voltemos ao exemplo da Índia que criou a Kia Motors, um carro que custa R$ 5.000, o preço de uma moto de grande porte. Mas, é importante atentarmos que a globalização não é só motivo de alegria. O aumento das diferenças sociais, raciais, estão assustando todo mundo. A modernização com a globalização, por exemplo, está tirando o direito de trabalho de várias pessoas; máquinas estão fazendo o trabalho de "gente" de 10, 20, 30 e até 60 homens.
Outro fator alarmante é o fato dos ricos ficarem cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres. A criminalidade avança com uma imensa força; mortes, furtos e tráficos de drogas também são consequências da globalização.
Acredito que essa globalização é uma verdadeira contradição!



PARABÉNS!!!
Precisamos de mais jovens que vejam o mundo de uma forma mais crítica...

Não vou nem dar a minha nota!!!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Fotografias




A palavra Fotografia vem do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo", "pincel") ou γραφη grafê, e significa "desenhar com luz". Claro que peguei essa definição da internet e se você quiser constatar entra lá na "wikipédia" que vai dizer exatamente como está ai...
A bem da verdade, usei a definição apenas como modo de esclarecer a temática que irei logo mais explanar. Fotografias? Fotografias. E do que dela venho falar nada acresenta, nada diminui do seu conceito "desenhar com luz" e isto muito me tem feito refletir...

Penso que as fotografias vieram a suprir um desejo de se registrar momentos em imagens com o intuito de recordar tais momentos, visto que ainda não foi criada uma máquina capaz de nos fazer voltar no tempo e repetir (ou mudar) determinadas situações de nossa vida. E ai é que está uma questão minimizada por muitos e que agora faço questão de trazer à tona: Será que as fotografias apenas servem de recordação, desejo barato de guardar um fato que passou?

Acredito que não. Por muito tempo guardei e até hoje mantenho comigo fotografias que me fazem rir, me fazem chorar, me emocionam, me cativa e eu poderia citar inúmeras adjetivações que resumiriam as sensações mais diversas que as fotografias me provocam. Mas, não é isso o mais importante!
Não.
Descobri que as fotografias revelam uma parte de nós mesmos: de quem fomos, de quem somos e provavelmente, do que nos tornaremos; revela pra nós quem somos porque o ponto de observação se volta. É como se a 1ªpessoa tentasse encontrar a 3ª pessoa, que no fundo, um dia, foi a 1ª pessoa. Afinal, não somos os mesmos em todas as circunstâncias. Somos sempre nós mesmos e somos sempre outros de nós mesmos.

Filosofias à parte, as fotografias me mostram o que há de melhor em mim. Um amigo diz que meu sorriso nunca muda. Acho que é porque nunca tirei fotos em momentos de tristeza e porque os dentes se mantiveram os mesmos!!!
kkkkk

Muitas pessoas rasgam suas fotos. Desprezar o passado? Esconder um dor? Não querer relembrar do que já se foi?
Eu nunca rasguei uma foto.

E volto-me a elas.
Velhas fotografias.
Registro de um passado que sempre volta. Ora renovado ora nunca esquecido!

Lembram infância, alegrias, amigos que já se foram mas que naquele momento contribuiu para uma energia tão espontânea e um sorriso tão magnifico...
Lembram fantasias, sonhos que já foram um dia...
Um amor, um momento de paixão e aquela foto. Ah! Aquela foto é a única forma de te aproximar daquilo que um dia, era a coisa mais importante da sua vida.
Fotos de festividades. Do seu 1º aninho, da formatura do ABC, da 1ª comunhão ou do batismo, fotos da formatura, de 15 anos, fotos de casamento onde qualquer pessoa se torna mais especial do que qualquer outra, fotos...

Fotos de quem partiu desta pra melhor, fotos que registram intimidades...
Um dia, estando eu a passar pelas ruas do velho e bom Recife deparei-me com algumas fotos inusitadas...
Cada coisa!!!
Tomei um susto e nem quis mais ver...

Há fotos de todas as maneiras, de todas as posições, pra todos os gostos.
Já vi fotos de sandália, foto de pernas, fotos de um côco de olhinhos e boquinha.

Lindo mesmo é quem se dedica a esta arte. Sim, uma arte!
Tenho amigos que são do ramo e sempre que vejo suas fotos pergunto-me: Como conseguem enxergar o além da simples imagem???
Coisa de gênio!

Tenho mexido em muitas fotos.
Tenho mexido na minha vida e elas se confundem.
Olhe!
Olhe!
Olhe esta fotografia!!!
- Veja como é linda!
- Como ele cresceu!!!
- O amor de vocês era tão lindo!!!
- Saudades de fulano...
- Era seu 1º aniversário... E a mesa do bolo pegou fogo!!! kkkk
- O casamento deles foi perfeito! Pena que acabou!!!
- O nascimento dos gêmeos...
- Viagem inesquecível!
- Passeio com a turma...
- Meus melhores amigos ...
- Ele me amava!!!


No fundo, quando reviramos nossas fotos buscamos sempre algo que está em nós mesmos...
Na nossa cabeça, no doce cômodo de nossas recordações (às vezes nem tão cômodos assim...)
Quem procura rever suas fotografias é porque procura respostas ou porque precisa registrar visualmente o que sua mente cansa em relembrar.


Pegue suas fotos.
Olhe-as com carinho e atenção.
Permita-se chorar, lamentar, sorrir, viver do que se foi e talvez nunca mais será!
Porém, uma coisa é certa e esta deve ser pronunciada: por mais paupável que a fotografia seja e inspire no toque as recordações mais secretas em memórias, muitas vezes inóspitas, meu desejo é que ela "desenhe com luz" a sua vida e faça você sair do passado para o registro de novas emoções e sentimentos, trilhando com a fé de quem já viveu um dia...



[Crônicas Impensadas. By Tali Mota]
OBS: Foto gentilmente cedida pelo fotógrafo Sérgio Câmara

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Acerto de contas

- Por favor!!! Não me abandona!!!

- Acabou. Entenda isso!

- Fizemos amor ontem. Você me amou ontem... Por que quer acabar?

- Ora! Não subestime minha inteligência! Você me dopou.

- E mesmo assim soube encontrar o caminho, né?

Riram.

- Eu já te expliquei isso umas mil vezes. Você me controla, me limita, quer "cortar minhas asas"... Olha, eu nasci liso e nu. Não posso morrer assim! Nascemos para o progresso. Viva o progresso!!!

- Odeio quando você ironiza as situações.

- Olha ai! O problema é esse! Você odeia tudo em mim... A forma como eu ando, como me visto, como não consigo parar de rir quando escuto Tiririca rindo só porque você odeia Tiririca e até o modo como mastigo um chiclete...

- Quem escuta você falando assim pensa que sou um monstro.

- Cati, não dá!

- Não dá porque você quer dar uma de "gostosão".

- Eu nunca precisei disso... Muito menos agora.

- Foi tao ruim assim ontem à noite? Deixei de ser a melhor mulher do mundo pra você assim? De uma hora pra outra?

- Você nunca foi a melhor mulher do mundo pra mim. Eu nunca disse isso. Muito pelo contrário, via suas falhas todos os dias, em todos os acontecimentos. Se há uma coisa que não posso reclamar em você é seu jeito transparente de ser. Você se mostrava em todas as ocasiões...

- Ta vendo? Qual é a mulher hoje em dia que é tão sincera como eu? Pense bem antes de me largar... Cuidado pra não pagar de otário!!!

- Você não precisa de propaganda. Não precisa vender "seu peixe". Eu conheço você!!!

- Bott, eu amo você!

- Ah! Não ama mesmo...

- É claro que eu amo! Fiquei este tempo inteiro com você mesmo você sendo um chato e falando das minhas roupas caríssimas, criticando minha família porque você acha que são... como é que você fala??? "burgueses" metidos a merda...

- Eu nunca disse isso!

- Mas é o que você pensa! Além do mais...

- Ah! Eu não aguento!!!

- ...eles adoram você. E eu mais ainda, mesmo sendo uma patricinha desqualificada que só faz besteiras e marca em cima de você...

- Eu tenho outra pessoa! Balbuciou entre as palavras de Cati.

Silêncio.

Instantes de prazer que moldam e modificam o homem.

- Ela foi minha amiga de escola. Nos reencontramos a algumas semanas... Entenda! Me apaixonei por ela. Você não é má pessoa... Eu te amei! Mas é que...
Quando deu por si ela estava em direção ao seu carro. Entrou, bateu a porta. Enxugou uma lágrima teimosa e foi embora.
Até hoje ele chora por ela...
[Contos da sala de improvisar. By Tali Mota.]