Videos do Palavras Impossíveis

Loading...

Pesquisar este blog

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Encontro com quem só me quer bem...

Marcada a hora e eu só pensava em como ia ser meu desempenho, afinal não é qualquer dia que uma mulher linda pode deitar na sua cama.
Ela deu um toque e eu fui buscá-la.
Apressei os passos e quando dei por mim, presenciava uma das coisas mais lindas da minha vida: uma mulher de vestido preto, apertadinho, não ousada, com os cabelos levemente soltos, com olhos de jabuticaba e com feições que me lembraram a Monalisa... misteriosa.
Era linda.
Definitivamente era linda!
Deu um sorriso e tive de me segurar diante de tanta beleza.
Cumprimentos e levei-a na minha casa.
Claro!
Estava tudo muito organizado, principalmente a cama. Quer dizer, só a cama.
Ela entrou e tome a conversar...
Mostrei a ela a minha educação 5 estrelas.
- Quer alguma coisa?
- Não. Obrigada.
-Olha, não repara a bagunça aew... e fique à vontade! A casa é sua!
Literalmente era dela. Ôh!!!
Falamos sobre livros, viagens, filmes, jogos, esportes, política e tudo o mais que um jornal possui. Era incrivelmente inteligente e isso me despertava outras coisas...
-Inteligência é um Afrodisíaco! Esse sempre foi meu lema.
E é mesmo!
Nunca conheci uma mulher tão interessante como ela e em todos os aspectos.
Era loirinha, tava começando seu curso de psicologia e sabia de mais coisas que Einstein, um dos poucos que usou o máximo de cérebro que pôde: 10%.
Ela devia usar bem uns 25% ou mais.
Fiquei muito impressionado como uma mulher de apenas 23 anos sabia tanta coisa e argumentava tão bem a ponto de convencer o papa de que Buda era Deus.
Tentei ,então, dissertar todos os pormenores que a mim restaram e ela se revelou interessada e divertida.
Passados incontáveis minutos, convidei-a ao meu quarto. Disse que tinha algo lá que ela ia gostar... Ela nem piscou e foi comigo. Enquanto isso eu pensava no tal "algo", que nada mais era do que uma desculpa para fazê-la estar mais perto de mim...
Improvisei alguma coisa, tipo: um livro de Dostoievski...
- Você já leu?
- Claro! Fala sobre um estudante que se envolve em um crime por uma recompensa ridícula e acaba no universo psicológico do submundo russo. Vivendo em um quarto alugado e cercado por pessoas desprezíveis... Quem mais o incomoda é a sua própria consciência. Crime e castigo. Adorei!
PACARALHU!
Ela sabia de tudo!!!
Eu nem imaginava que era isso tudo. Tava jogado lá em casa a anos...
Fiz um esforço sobrenatural e voltei-me ao meu estado de concentração e de que tudo aquilo me era muito natural e sabido. Em seguida, fiz valer meus preciosos dons de músico e toquei pra ela músicas românticas, próprias para um momento tão singular, como era aquele.
Músicas e mais músicas...
Cheguei, então em uma que nem gostava muito, mas de tanto minha irmã escutar, pensei que talvez fosse uma boa para aquela ocasião. A música era "TA FALTANDO BEIJO" de Banda Eva.
Num movimento contínuo, eis que ela foi se aproximando como que algo importante fosse dizer.
Esperei e ela falou:
- Linda música! Me lembra você...
(Continua)
Heitor Heller

Nenhum comentário:

Postar um comentário